Outubro Rosa nas Mídias Sociais

O décimo mês do ano começou e com ele a corrida entre as marcas para se posicionar a respeito da campanha “Outubro Rosa”. Na prática é muito bonito, as empresas se vestem por dentro e por fora com a cor referente ao tema e se engajam em ações sociais para conquistar o coração dos consumidores que se mobilizam com a causa.

Mas isso é porque realmente acreditam ou querem apenas ir no embalo do movimento? Não vamos entrar neste mérito, mas sim analisar como as empresas estão lidando com o assunto, especialmente no mundo digital.

Em resumo, a campanha surgiu nos Estados Unidos na década de 90, onde vários estados tinham ações isoladas a respeito do controle do câncer de mama e que foram unificadas posteriormente com a aprovação do congresso americano. Sendo assim, ficou definido que o mês de outubro seria o período nacional de prevenção à doença. A partir daí, o outubro rosa se espalhou pelo mundo e chegou ao Brasil em meados de 2000.

Independente do real motivo das marcas, o que se percebe é que o Outubro Rosa vem ganhando força a cada ano e isso é bastante positivo, pois cada vez mais pessoas estão sendo impactadas sobre a importância da prevenção da doença.


Vamos a alguns exemplos de 2015, desde pequenas a grandes empresas:

Colégio Santa Teresa de Jesus

Esta escola cearense fez uma campanha de conscientização em sua página e site usando como slogan seu principal serviço: o ensino.


 Avon

A Avon criou a campanha #AmigadoPeito, na qual convida as mulheres a espalhar conselhos e dicas  de prevenção às amigas.

Além de levar uma roda-gigante ao parque Ibirapuera, em São Paulo, criou um álbum de fotos em sua página no Facebook com informações sobre a doença e sua prevenção.


Tai Fotografias

Uma fotógrafa de Porto Alegre resolveu juntar o polêmico ícone da novela “Verdades Secretas” com o Outubro Rosa para criar uma promoção: 20% do valor de cada book agendado em outubro será doado ao Instituto da Mama.

 


 Vale

A empresa de mineração, conhecida por bons cases nas redes sociais, desta vez foi simples e objetiva. Além de alterar a foto de perfil e de capa para a cor rosa, em todas as suas postagens de outubro, tem colocado o laço símbolo da campanha. E por falar em foto de capa, ela vem com instruções de como realizar o autoexame.


 Le postiche

Apesar de ter Giovanna Antonelli como embaixadora da marca, a Le Postiche pisou na bola com o excesso de Photoshop em sua campanha. A imagem virou motivo de piada e de memes devido ao ombro gigante da atriz. Quem ouviu (leu) as “zoeiras” foi a própria Giovanna, pois a campanha foi publicada em sua fanpage. Cadê o Relações Públicas ou o Social Media da marca numa hora dessas?


 Natura

A Natura criou uma campanha super especial e diferenciada para apoiar a causa #sqn. Criaram um e-commerce com produtos rosas e 5% do valor da compra será destinado a uma associação de apoio às mulheres com câncer de mama. Tudo bem que esta porcentagem na quantidade de produtos vendidos pode ser um valor bastante generoso, mas ao meu ver, faltou criatividade, engajamento e sensibilidade pela causa. Na própria página do Facebook não houve customização ou grandes esforços em prol do Outubro Rosa.


E para fechar, dois exemplos de 2014 de como usar as mídias digitais no Outubro Rosa de maneira inovadora e impactante.

  • O estilista Ralph Lauren lançou uma campanha nas redes sociais para levantar recursos para diversas instituições que combatem o câncer de mama ao redor do globo. Ao longo do mês de outubro, sua marca homônima doou para um fundo especial a quantia de US$ 10 toda vez que alguém postasse no Twitter, no Instagram ou no site ralphlauren.com uma mensagem pessoal sobre bem-estar, apoio ou prevenção com uma foto e a hashtag #PinkPonyPromise.

“Anos atrás eu fiz uma promessa a uma amiga que iria me juntar a ela na luta contra o câncer. Pink Pony é a minha promessa de nunca parar de acreditar… de nunca parar de cuidar.” Ralph

  • No Brasil, a blogueira Camila Coutinho convidou a escritora Flávia Flores, do blog Quimioterapia e Beleza, para desenvolver um projeto para recuperar a autoestima de mulheres que sofrem de câncer. O resultado foi a “Orgulho Pink”, websérie com quatro vídeos tutoriais comandados por elas com dicas para lidar com o dia a dia da doença, com conteúdo focado nas necessidades e dúvidas dessas mulheres. Os vídeos foram lançados semanalmente no canal do blog Garotas Estúpidas no Youtube em outubro. Veja um dos episódios.

Causas verdadeiras geram buzz positivo, basta saber como trabalhá-las. O importante é que as pessoas percebam a verdade por trás das ações e que elas não sejam utilizadas apenas como marketing social. Se forem reais, ajudam a compor um belo storytelling, aproximando os consumidores e gerando cada vez mais identificação com as marcas.

Fontes:
http://outubrorosa.org.br/historia/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Marketing_social
http://chocoladesign.com/outubro-rosa-marcas-e-responsabilidade-social
http://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/noticias/2013/10/02/A-adesao-das-marcas-ao-Outubro-Rosa.html
http://ffw.com.br/noticias/moda/em-outubro-marcas-de-moda-e-beleza-apoiam-luta-contra-o-cancer-de-mama/

Entre em contato