Fábio Prado de Lima – Facebook Ads: 11 práticas essenciais

Fábio Prado de Lima é fundador e diretor da agência AdResults e professor no curso Face Ads Descomplicado.

fossil digital

https://www.linkedin.com/in/fabiopradolima/

Pela segunda vez consecutiva como palestrante do RD Summit, Fábio deu 11 dicas práticas e essenciais que otimizam resultados e economizam o seu tempo. Confira:

Fábio começou sua palestra com uma dica bônus, que é para que todos que querem fazer o máximo de vendas com o mínimo de verba, duvidarem de tudo. Nunca deixem de fazer vários testes, porque cada negócio e segmento de mercado tem suas peculiaridades. Agora sim, vamos começar com as 11 práticas:

1) Briefing

Apesar de ser clichê, o briefing é uma das partes mais importantes para a construção de uma estratégia. Caso ele não seja bem feito, as chances de algo dar errado são bem grandes. Por isso tenha seus objetivos e metas muito bem definidos. É muito comum o cliente dizer “quero movimentar minhas redes sociais”, mas o que é “movimentar” para o cliente? O que o cliente vende? Para qual público? Tem meta de vender qual quantidade? Tudo isso deve estar muito bem definido.

*Dica para briefing: 5W’s + 1H

  • Who – Para quem? Quem vai fazer?
  • What – O que é? O que vai ser feito?
  • Why – Por quê? Quais os diferenciais para o cliente final?
  • When – Quando começa? Quando termina?
  • Where – Onde vai ser feito?
  • How – Como vai ser feito?

2) Conhecer o público-alvo

Só assim você vai conseguir se colocar no lugar dele. Você já conhece o Mapa da Empatia? É uma ferramenta muito interessante que nos ajuda a refletir sobre como o cliente pensa, vê, ouve, fala e sente. Respondendo todas essas questões facilita muito para desenhar o modelo de negócio de uma empresa. Veja como o mapa funciona:

fossil digital

Outra maneira de entender melhor sobre os seus compradores é usando a ferramenta “Facebook Audience Insights” (em português, Informações do Público). Essa ferramenta permite que você conheça mais sobre o seu público-alvo para criar campanhas mais relevantes. É possível analisar: informações demográficas, informações geográficas, línguas que o seu público fala, estilo de vida e principais páginas que o seu público curte.

3) Definir KPI’s

KPI nada mais é do que uma métrica de medição de sucesso. A frase de um autor desconhecido foi reproduzida pelo Fábio na palestra “O que não é medido (corretamente) não pode ser melhorado”. Segundo pesquisa realizada em 2013 pelo Facebook e pela Datalogix ROI Study, 90% das vendas provêm de pessoas que não interagiram com suas campanhas.

Ou seja, se o seu objetivo é venda, sua medição de sucesso não deve ser: envolvimento, custo por envolvimento e custo por clique (CPC). De maneira correta, seu KPI deve ser: quantidade de vendas feita, custo por venda, custo por outbound cliques, custo por visualização de página de destino, CTR.

Se o objetivo é gerar exposição/conhecimento sobre algo, o KPI não deve ser envolvimento e nem vendas. E sim: alcance/CPM mais baixo, CTR/ponto de relevância em caso de empate em teste A/B. Logo, se o seu objetivo é a visualização de um vídeo, seu KPI correto é: CPV 3s, CPV 10s, CPV 30s e tempo médio assistido de vídeo.

4) Conhecer as opções de segmentação

Segmentação é o direcionamento do anúncio. As páginas que curtimos, os links que clicamos e os assuntos que conversamos são modelos de direcionamentos. O Facebook dá a opção de filtrar por interesses, dados demográficos, comportamentos e mais várias opções.

Além disso, outra maneira de segmentar seus anúncios é escolhendo públicos personalizados. Assim, é possível alcançar quem você já conhece. O Facebook permite subir uma lista com pessoas que passaram tempo assistindo seus vídeos, preenchendo seu formulário de cadastro e até quem interagiu com a sua página.

Outra possibilidade é criar uma lista de pessoas que interagiram com o seu perfil comercial no Instagram. Fábio ressalta a importância de migrar o seu Instagram para perfil comercial caso você utilize a trabalho, pois a rede social dá alguns privilégios para aqueles que fazem isso. Um exemplo disso é permitir colocar link nas stories para perfis que possuem mais de 10 mil seguidores.

Por fim, a última segmentação é a de públicos semelhantes, que encontra mais pessoas parecidas com os seus melhores clientes.

5) Atenção ao criativo

Tanto na parte visual quanto ao texto, porque ele é uma variável muito importante para o sucesso. No próprio Summit 2017, Fábio fez um anúncio e impactou as pessoas que estavam presentes no evento para que elas não esquecessem de assistir a palestra dele. Confira:

fossil digital

Agora, fique atento para cada elemento que constitui o AIDA (atenção, interesse, desejo e ação) está presente no texto do anúncio.

A – atenção

fossil digital

I – interesse

fossil digital

D – desejo

fossil digital

A – ação

fossil digital

6) Definir corretamente os orçamentos dos seus anúncios

Esse é outro aspecto que vai influenciar diretamente para que o seu anúncio tenha bons resultados. Você acha que ter um orçamento alto é a solução para que o seu anúncio tenha um bom desempenho? Se sim, você está enganado. O que temos que ter em mente é: quanto maior o orçamento e menor a programação (tempo para entregar o orçamento), maiores serão os custos.

Logo, quanto menor o orçamento e maior a programação, menores serão os custos. Isso porque se você tem um alto orçamento para ser gasto em pouco espaço de tempo, o Facebook acelera seu processo para conseguir dar conta de te entregar os resultados.

Dessa forma, talvez seu público não seja tão assertivo porque a rede social maximiza o seu anúncio o entregando para mais pessoas. Por isso o contrário é verdadeiro, se você tem uma verba limitada, mas dá a quantidade de dias necessárias para o Facebook te devolver os resultados é muito mais fácil de que o seu público seja mais assertivo.

7) Revisar o anúncio

Erros ortográficos são inadmissíveis e tiram toda a credibilidade do seu negócio. Entre os erros mais comuns está “peido” no lugar de “pedido”. Basta acessar o Google colocando na barra de pesquisa “peido site reclame aqui” que você terá acesso a inúmeros casos de erros bobos de ortografia e falta de atenção que fazem a sua empresa virar alvo de chacota.

fossil digital

8) Fazer testes A/B de maneira adequada

Para fazer o teste de modo correto é necessário não testar mais de uma variável diferente. Para fazer uma análise do teste é aconselhável deixar os anúncios rodarem para uma quantidade de alcance minimamente ideal, que é recomendada com no mínimo 500 de alcance. E se você está se perguntando o que poderia testar, segue algumas ideias:

  • Objetivos de campanha
  • Segmentações
  • Imagens
  • Textos
  • Formatos
  • Otimizações
  • Lances automáticos Manual
  • Posicionamento

Foi feito um teste A/B de texto com emoji versus texto sem emoji. Seu KPI era outbound click (lead no whatsapp). E o resultado foi que o custo do outbound click do texto com emoji foi de cinco vezes menor. Fazer teste A/B de imagens, cores e posicionamento também é muito válido para que o seu anúncio tenha um melhor desempenho.

9) Acompanhar os anúncios

De nada adianta criar a campanha e não analisar os resultados diariamente. Abandonando sua campanha, você pode estar gastando dinheiro a mais do que deveria. Se tirar 15 minutos do seu dia para analisar os resultados e entender porque ela pode não estar performando da maneira correta, você não joga seu dinheiro no lixo e ainda tem muito mais sucesso no seu negócio.

10) Fazer análises corretas dos relatórios

Sempre analisar de acordo com o KPI de cada campanha. Quanto maior o CTR/CTR Link, pontuação relevância, taxa de conversão/índice de resultados, menor os custos por resultados. Quanto menor o CTR/CTR Link, pontuação relevância, taxa de conversão/índice de resultados, maior os custos por resultados.

11) Fazer a instalação correta e usar o poder do pixel do Facebook

Instalar o Pixel do Facebook no seu site é de extrema importância para mensurar se os resultados das suas vendas vieram realmente do seu anúncio no Facebook. Com o pixel, o Facebook consegue analisar todo o comportamento do seu público dentro do site. As páginas visitadas, se o carrinho foi acionado, quantas vendas foram feitas. Também é uma segurança para o cliente analisar se o seu dinheiro foi bem investido e poder cobrar da agência resultados.

Essas foram as 11 dicas dada pelo Fábio Prado de Lima, uma palestra de imersão ao Facebook Ads. No início de sua palestra, Fábio disse que quem saísse de lá sem aprender algo novo, ganharia um salgado pago por ele. Você leu esse post e não aprendeu algo novo? Duvido! 😉

*as informações contidas no texto foram interpretadas pela equipe da Fóssil e podem ter variações com relação ao conteúdo abordado pelo palestrante.

Entre em contato